Guia Completo para Modernização de Aplicativos Legados

Publicados: 2022-10-12

A modernização de aplicativos legados pode ser assustadora, mas não precisa ser tão difícil quanto você imagina. Felizmente, modernizar seus aplicativos legados não precisa ser difícil ou caro e pode realmente melhorar sua postura de segurança de TI no processo.

Este guia ajudará no processo de descobrir as verdadeiras necessidades do seu aplicativo legado e como modernizar sua funcionalidade para que ele atenda a essas necessidades e ainda ofereça a mesma qualidade e usabilidade do programa original.

Índice

Dica # 1-O que exatamente é um aplicativo legado

Um aplicativo legado é um software construído em tecnologia mais antiga com recursos limitados. A maioria dos aplicativos legados foi criada para resolver problemas específicos, geralmente do final dos anos 1990 e início dos anos 2000.

No entanto, à medida que a tecnologia evoluiu, esses aplicativos legados não são mais capazes de acompanhar as demandas da sociedade e do ambiente atuais. Como resultado, muitos desenvolvedores consideraram a modernização como uma forma de atualizar seus aplicativos sem precisar começar do zero.

Dica #2 – Quando devo converter meus aplicativos legados?

É melhor modernizar quando você começar a ver os efeitos de desempenho do código legado. Por exemplo, se o seu aplicativo estiver mais lento do que no mês passado ou se demorar mais para carregar, esses são sinais de que você deve considerar seriamente a modernização.

No entanto, também é importante perceber que nem todos os aplicativos legados valem o investimento para modernizar, e alguns podem ser melhores sendo eliminados completamente. Se você não tiver certeza se um aplicativo precisa ou não de modernização, faça a si mesmo estas quatro perguntas:

  • Qual é o objetivo deste aplicativo?
  • Minha organização está usando este aplicativo em outros locais?
  • Quem mais depende desse aplicativo funcionando corretamente?
  • Existe uma necessidade comercial de atualizar a tecnologia por trás deste aplicativo?

Dica #3 – Considere por que você está fazendo isso

Embora reescrever aplicativos herdados possa ser a maneira mais atraente de atualizar sua empresa, nem sempre é a melhor escolha. O primeiro passo na modernização de aplicativos legados é se perguntar por que você está fazendo isso. Essa pode ser uma pergunta fácil de responder se você souber quais são as metas e prioridades da sua organização.

Por exemplo, se seu objetivo é tornar mais fácil para os desenvolvedores atualizarem o código afastando-se de um aplicativo monolítico com muitos sistemas interdependentes, então reescrever faria sentido. No entanto, você também deve levar em consideração os custos associados a essa abordagem (tempo, dinheiro), bem como quaisquer riscos desconhecidos que possam surgir ao longo do caminho.

Dica #4 – Como eu começo com a conversão?

O primeiro passo na modernização de aplicativos legados é encontrar um consultor com experiência para fazer a conversão. Este é um primeiro passo importante, pois eles poderão trabalhar com você sobre o que precisa ser feito e quanto custará.

Você também deve ter um orçamento reservado, ou pelo menos saber qual é o tamanho do seu orçamento para que você possa encontrar um bom ajuste. Depois de ter todas essas informações, é hora de montar seu plano! Comece criando um inventário do que precisará ser convertido e quanto tempo pode levar para cada componente.

Dica nº 5 - Considere o escopo, o código-fonte e a manutenção antecipada

Se o custo de manutenção for um problema em sua empresa, convém considerar quanto trabalho o aplicativo precisará antes de mergulhar na modernização. Se for um projeto pequeno, isso não é uma preocupação tão grande, mas se você estiver olhando para algo que levará anos para modernizar e manter, você terá que garantir que possa ser feito dentro do seu orçamento.

Além disso, você deve considerar o escopo e o código-fonte antecipadamente. Quais partes do sistema estão sendo substituídas? Quantas pessoas serão necessárias na equipe de modernização? Qual é o seu orçamento para consultoria ou treinamento externo? Todas essas decisões afetam o cronograma e a taxa de sucesso do seu projeto.

Dica #6 – Escolha as ferramentas certas antes de começar

Existem muitas ferramentas diferentes disponíveis para ajudá-lo a modernizar seus aplicativos legados, mas é importante escolher as corretas antes de iniciar o processo. Decidir o que você precisa dependerá do tipo de aplicativo e de sua complexidade. Aqui estão algumas coisas para pensar:

  • Desenvolvedores: se você tiver desenvolvedores internos familiarizados com o aplicativo legado, eles poderão fornecer informações sobre quais ferramentas funcionariam melhor
  • Portabilidade: A nova arquitetura deve ser facilmente transportável de ambientes de desenvolvimento para ambientes de produção. Isso é fundamental para evitar tempos de inatividade dispendiosos durante a implantação.
  • Custos: As ferramentas podem variar muito em termos de preço e complexidade, portanto, reserve um tempo para pesquisar todas as opções cuidadosamente antes de tomar uma decisão.

Dica nº 7 – Mantenha-se organizado e sempre faça backup

A organização e o backup de dados são duas das coisas mais importantes para garantir que seu aplicativo legado seja modernizado com sucesso. Por exemplo, se você estiver atualizando seu esquema de banco de dados, precisará certificar-se de que o backup dos dados seja feito em um formato que possa ser usado com o novo sistema.

Uma maneira de fazer isso é criando um script SQL que contém todos os seus dados. Com esse script, você poderá copiá-lo conforme necessário ao atualizar seu esquema ou migrar dados para outro sistema.

Dica nº 8 – Monitore o desempenho durante a migração

É importante monitorar o desempenho durante a fase de migração, pois pode ser um processo lento. Se você achar que seu banco de dados não está com o desempenho ideal, talvez seja hora de considerar a adição de hardware adicional ou a migração para um novo software de banco de dados, como o SQL Server.

Lembre-se de que, se você estiver usando um aplicativo herdado com um sistema operacional e mecanismo de banco de dados mais antigos, provavelmente precisará adquirir um servidor totalmente novo antes de poder realizar a migração herdada. Certifique-se de levar em consideração essa despesa ao planejar seu orçamento.

Dica nº 9 – Não tenha medo de se mover rapidamente

Não tenha medo de se mover rapidamente. Como em qualquer projeto, certas tarefas precisam ser concluídas antes que outras possam começar. Isso não é diferente dos projetos de modernização de aplicativos legados, em que algumas tarefas exigem mais tempo do que outras. No entanto, é importante não ficar atolado em uma tarefa ou área com a qual você não está familiarizado.

Mova-se rapidamente para concluir a tarefa, para que você possa passar para a próxima e, eventualmente, percorrer toda a lista. Você provavelmente descobrirá que cada tarefa é mais fácil que a anterior, depois de ganhar alguma experiência com elas.

Para concluir

use o maior número possível de testes automatizados para que o teste manual só precise acontecer ocasionalmente, em vez de constantemente, porque o teste manual geralmente leva as pessoas ao caminho errado enquanto tentam coisas diferentes até encontrarem o que funciona melhor manualmente.

Como regra geral, comece com a solução mais simples antes de passar para soluções mais complexas. A modernização do legado pode ser um processo árduo. No entanto, essas etapas podem ajudá-lo a evitar erros dispendiosos e a modernizar seu aplicativo legado para mantê-lo funcionando sem problemas nos próximos anos.